quarta-feira , 5 de outubro de 2022
Início / Destaques / Campanha Agosto Lilás promovida pela Coordenadoria de Políticas Públicas para Mulheres, tem resultado positivo.

Campanha Agosto Lilás promovida pela Coordenadoria de Políticas Públicas para Mulheres, tem resultado positivo.

O Governador Municipal através da Coordenadoria de Politicas Públicas para as Muheres, realizaram diversas ações de divulgação e de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher, sendo uma campanha instituída no Mato Grasso do Sul pela Lei n° 4.969/2016 e no município por meio da Lei 2.149/outubro 2021.

A ação teve por objetivo intensificar a divulgação da Lei Maria da Penha, sensibilizar e conscientizar a sociedade sobre o necessário fim da violência contra a mulher, divulgar os serviços especializados da rede de atendimento à mulher em situação de violência e os mecanismos de denúncia existentes.

Durante o mês de Agosto, a Coordenadoria de Políticas Públicas para Mulheres realizou diversas ações contemplando também o distrito de Prudêncio Thomaz.

Escolas Estaduais e Municipais, CRAS, CREAS, Presídio Feminino, Biblioteca Municipal, Unidades Básicas de Saúde, Supermercado Pires e Terminal Rodoviário foram pontos de divulgação da campanha.

As informações ao público foram repassadas através de blitz, panfletagens, rodas de conversas e palestras. No dia 29 de agosto, o encerramento da campanha foi realizado por meio de uma Capacitação para a Rede de Atendimento à Mulher Vítima de Violência.

O evento contou com a presença de diversas autoridades, que representaram as instituições e órgãos, que fazem o atendimento e o enfrentamento às mulheres vítimas de violência.

A coordenadora de Políticas Públicas para Mulheres, Francis Jaqueline da Rocha, ressaltou a importância da campanha. “Foi um momento único, ímpar e de grande importância para as próximas etapas que virão na construção do Protocolo Municipal de Atendimento à Mulher Vítima de Violência”, afirmando ainda que o atual governo se mostra sensível, pois tem em sua pauta o apoio o enfrentamento a violência familiar contra mulher.

Conforme o relatório apresentado pela coordenadora foram promovidas 15 palestras, 04 panfletagens, 11 Maria da Penha vai à Escola, 1 entrevista, 1 Maria da Penha vai ao Presídio, 03 Maria da Penha vai ao Cras, 02 Maria da Penha vai ao ESF, 01 Maria da Penha vai à Biblioteca, totalizando 38 ações com público estimado de 2.490 pessoas.