quarta-feira , 5 de outubro de 2022
Início / Destaques / Atleta de Rio Brilhante conquista medalha de ouro na Paralimpíadas Escolares de Mato Grosso do Sul

Atleta de Rio Brilhante conquista medalha de ouro na Paralimpíadas Escolares de Mato Grosso do Sul

Os atletas continuam levando o nome de Rio Brilhante para o pódio nas competições do Estado. Maisa Ferreira dos Santos, conquistou duas medalhas de ouro nos 100m e 400m das Paralimpíadas Escolares de Mato Grosso do Sul (Paraesc/MS) 2022, que foram realizadas neste final de semana, de 24 a 26 de junho, em Campo Grande.

Campeã estadual mais uma vez, Maísa foi recepcionada na manhã de domingo (26) com uma calorosa carreata pelo município. A atleta que tem como treinador, Geoglemar Ribeiro Júnior, já tem um histórico de medalhas, sendo um motivo de muito orgulho para Rio Brilhante.

Com 3 medalhas de ouro e recorde Nacional em 2019, 2 medalhas de ouro e 1 de prata nas Paralimpíadas Escolares do Mato Grosso do Sul e 3 medalhas de ouro nas Paralimpíadas em São Paulo, a nova conquista classificou Maisa para o Nacional Paralímpico, que será realizado em novembro deste ano, em São Paulo.

 

A competição foi organizada pelo Governo do Estado, por intermédio da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), com disputas em três modalidades: paratletismo, bocha paralímpica e tênis de mesa.

O Paraesc teve por objetivo estimular a participação dos estudantes com deficiência física, visual e intelectual em atividades esportivas de todas as Escolas do Ensino Regular do Mato Grosso do Sul, promovendo ampla mobilização em torno do esporte.

O evento reuniu 112 estudantes-paratletas (35 no feminino e 77 no masculino), com deficiências física, intelectual e visual, na faixa etária de 11 a 18 anos (divididas em sub-14, sub-16 e sub-18).

Participaram da competição atletas de Campo Grande, Chapadão do Sul, Dourados, Nova Andradina, Rio Brilhante, Sidrolândia e Três Lagoas. No total, 300 pessoas estiveram envolvidas no evento, somando atletas, técnicos e auxiliares, membros de estafe (acompanhantes, tappers), arbitragem, equipe de saúde, classificadores funcionais e voluntários.

O treinador fez questão de agradecer o apoio da equipe da Funcerb, o incentivo do prefeito e o suporte da secretaria de Assistência Social, que auxiliou com o transporte da atleta.